domingo, 29 de agosto de 2010

A ILUSÃO DO AMOR

É do amor que nasce a loucura
De querer outra pessoa
Tanto, tanto, tanto
Tanto que não tem cura

Arde a paixão como chama
Nega-se tudo que é certo
Quando se quer estar perto
Do afeto de quem se ama

Todo amor é eterno
Enquanto dura a ilusão
Depois, a visão do inferno
É o que resta da relação.

Amor vive em meras palavras
Efêmeras folhas ao vento
Ao fim só tristeza e sofrimento
Nos cortam como navalhas.

É dessa dor que morre a ilusão
De acreditar em um final feliz, em

até que a morte nos separe,
E assim é que se aprende a lição
Todo o amor deixa a sua cicatriz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário